fbpx

Como usar os conceitos de Prateleira infinita para acabar com as rupturas de estoques de suas lojas

 

prateleirainfinita-post

 

Quem já não passou pela chata situação de ir até a loja, se interessar por um produto, mas não ter mais o item dentro das especificações que desejava? Arrisco a dizer que a expressa maioria das pessoas já passaram por isso, e ainda me arrisco a dizer que, essa é uma das situações que mais impactam negativamente uma empresa.

Mas como resolver um problema que afeta diretamente uma das premissas dessa nova era no varejo: a experiência do consumidor?

O conceito de prateleira infinita é uma boa solução para evitar problemas como os que descrevemos acima e ainda permite que o lojista aumente suas vendas.

Ficou curioso e quer saber mais? Então, vem comigo que vou te contar tudo!

 

O que é prateleira infinita?

A prateleira infinita ou endless shelves, também é conhecida como gôndola infinita ou prateleira digital e se trata de um dos macroprocessos do omnichannel em que o varejista integra os estoques das lojas físicas com o da loja virtual com o objetivo de não perder venda por falta de produto (rupturas) e ao mesmo tempo não frustrar o consumidor.

Esse conceito funciona assim: vamos imaginar que em uma determinada loja uma peça chama sua atenção, mas não tem a cor que você gostaria de adquirir. Nessa situação o varejista perderia a venda, mas com o conceito de prateleira infinita, por meio da integração dos estoques, ele consultaria a disponibilidade do estoque da loja virtual e ofereceria a oportunidade de fechar a venda no mesmo momento, podendo encaminhar a compra para o endereço solicitado ou com retirada na loja.

Na prática, o varejista não precisa nem ter estoque na loja, apenas uma parte dos produtos para sanar a curiosidade do cliente e facilitar caso ele queira provar, tocar ou testar de alguma forma o produto. Por outro lado, dentro da loja online o consumidor tem acesso a todos os itens e pode comprar por meio do seu próprio smartphone ou pelo tablet com ou sem o auxílio de um vendedor.

Importante lembrar que, se a loja trabalhar com PDV Omnichannel, o vendedor pode ser comissionado mesmo quando as vendas são feitas no tablet, ou até mesmo quando começam na loja e terminam em outro canal. Dessa forma, o varejista consegue conciliar os estoques das lojas evitando concorrência entre elas.

 

Por que a prateleira infinita é importante para o varejista?

 

Esse modelo de negócio tem suas vantagens e falaremos algumas delas mais adiante, mas acredito que um dos principais fatores que chamam atenção e faz dela uma estratégia importante para o varejista é o fato de impedir que a venda seja perdida porque não tinha determinado item na loja, além disso, em meio a era da experiência, a prateleira infinita é uma opção para manter o interesse do consumidor ao proporcionar para ele uma experiência que desperte o sentimento de importância, que é conseguir realizar sua vontade de compra mesmo quando a loja não tem o produto naquele momento.

Outra solução que ela proporciona é o combate a ruptura de estoque que é um dos maiores pesadelos desses varejistas. É muito comum que determinado item venda bem em uma loja, mas não venda em outra. Nesse cenário, o item esgota em uma loja e fica sobrando na outra, criando a necessidade de fazer transferências das mercadorias, o que pode ser lento e caro! Com a prateleira infinita se torna possível oferecer produtos que não estão expostos na loja física onde o consumidor está, pois o lojista integra os estoques das demais lojas, inclusive o estoque do e-commerce, aumentando as opções de cores, modelos, tamanhos, voltagens, etc.

 

Que vantagens ela proporciona para os negócios?

 

  • Sortimento 

 

O lojista consegue ter uma variedade bem maior de itens a sua disposição, pois uma vez que adota o sistema de prateleira infinita, ele consegue ofertar para o cliente produtos que estão disponíveis na sua loja online, em centros de distribuição, franquias, estoque de terceiros, entre outros.

 

 

  • Facilitar a logística

 

Ao permitir o clique e retire na loja, automaticamente o processo de logística é otimizado, pois diminui os custos, atrasos nas entregas e, o lojista pode verificar o direcionamento da rota da transportadora para locais com mais demanda.

 

 

  • Usar estoques de outras lojas e lojas virtuais

 

A vantagem de ouro quando falamos em prateleira infinita, com certeza é o fato de poder contar com estoques de outras lojas físicas e também da loja virtual, pois nesse sistema é praticamente impossível o lojista perder qualquer venda por falta de item, além de ter um retorno financeiro maior, ainda garante a satisfação do cliente.

 

 

  • Controlar a frustração do consumidor

 

Se fizermos uma lista com as atitudes que influenciam negativamente as vendas, com toda a certeza do mundo, frustrar o cliente estaria entre as primeiras opções. A prateleira infinita agrega maior empoderamento para o vendedor, que consegue ofertar o item mesmo que não tenha loja e dessa forma controlar a decepção do cliente.

 

 

Quais os cases que já usam?

Ah! mas provavelmente você deve estar pensando: “É uma tendência cara e válida apenas para empresas grandes, já conceituadas no mercado.” Sim, esse é um conceito que começou com empresas grandes, mas se não tivesse um retorno expressivo não estava se estendendo para diferentes tipos de negócios, desde grandes empresas até pequenos negócios.

Um exemplo nacional muito conhecido é uma loja de moda feminina que nasceu no ambiente online e com o tempo lançou lojas físicas conhecidas como Guide Shops. Essa iniciativa revolucionou o mercado porque permite que o cliente tenha contato com as peças vendidas no e-commerce, ele prova o que quiser, paga pela mercadoria e a loja manda entregar no endereço solicitado pelo cliente. Um modelo de sucesso que surgiu da integração do estoque virtual com a loja física evitando rupturas e diminuindo as transações de transferências de estoques entre lojas.

Outra marca muito conhecida, criada por um médico apaixonado por surf, que se especializou em vender produtos no segmento esportivo que vão desde roupas até equipamentos para a prática desses esportes, também tem um modelo de prateleira infinita no qual o vendedor consegue ofertar produtos que estão nos estoques de distribuidores, indústrias, licenciados, marketplaces, franquias e de multimarcas, ou seja, é praticamente impossível perder uma venda com essa descentralização dos estoques.

Nosso último case é referência no mercado de moda intima masculina e, hoje 100% dos seus processos já são Omnichannel, ou seja, a integração dos estoques é total, facilitando o processo de venda e otimizando toda a operação desde lojas físicas até a online.

São lojas com públicos alvos diferentes, mas que buscam o mesmo resultado: não perder venda, aumentar os lucros e, principalmente, melhorar o processo de vendas para atingir a satisfação do consumidor em todos os aspectos possíveis.

 

Conclusão

A prateleira infinita é um modelo de negócio que permite integrar o estoque das lojas físicas com o estoque do e-commerce e de centros de distribuição também, possibilitando que o lojista não perca a venda por ruptura de algum item que o cliente não conseguiu disponibilidade na loja que está visitando.

Trata-se de mais um modelo de negócio baseado em conceitos Omnichannel, que busca ter o consumidor no centro de todas as estratégias de negócios, criando processos que transformem positivamente a sua experiência e também facilite todo o processo de venda.

Uma dúvida que você pode ter nesse momento é como resolver tudo isso, tanto nos aspectos tecnológicos como nos aspectos fiscais, mas fique tranquilo, adotando um sistema ERP ou PDV Omnichannel você já terá essas respostas!

E aí, gostou do conceito de prateleira infinita, acha que vale a pena investir? Compartilha e comenta lá na nossa página o que você achou! ;)

 

Autora: Joyce Alcântara.

 

 

 

e-Book: A IMPORTÂNCIA DE PLANEJAR E GERIR O FLUXO DE PEDIDO DE VENDA NO E-COMMERCE

O fluxo do pedido de venda é um dos assuntos mais abordados ao longo dos anos por ser estratégico para as empresas, afinal de contas esse fluxo influencia diretamente na qualidade do atendimento, entrega dentro ou fora do prazo, velocidade da operação, poder de escala (crescimento), assertividade da entrega e é um dos principais responsáveis por aumentar ou diminuir a lucratividade de acordo com sua eficiência.

Nesse e-book mostraremos como os fluxos de pedidos de venda são controlados através de sistemas ERP e que se vê com certa frequência, é que apesar das lojas se preocuparem com esse fluxo há muitas exceções nas operações e por isso é fundamental que esses fluxos sejam os mais dinâmicos possíveis.

 

Baixe aqui

Checklist: Melhore sua gestão - 14 dicas para aumentar o giro de estoque