fbpx

Como utilizar as redes sociais a favor da sua estratégia de venda

Redes sociais a favor das vendas

Foi o tempo em que as redes sociais eram instrumentos usados simplesmente para compartilhamento de foto, vídeo e manter a interação com amigos e colegas mais próximos, agora essas plataformas se transformaram em parte essencial do nosso dia a dia, sejam elas usadas para interações pessoais ou profissionais.

Falando em interações profissionais, foi justamente por esse motivo que o uso de mídia social cresceu tanto nos últimos anos, apenas durante a pandemia esse canal teve um aumento de 40% segundo dados da Kantar, especialista em pesquisa de mercado, provando que sim, elas são excelentes vitrines para atrair o consumidor e gerar visibilidade para os produtos da sua marca.

Mas afinal de contas, como fazer para começar a vender nas redes sociais e como obter bons resultados no curto e longo prazo? Foi pensando nessas questões, que decidimos trazer no artigo de hoje alguns pontos essenciais para começar a vender nessas plataformas. Também mapeamos as boas práticas para evitar erros e potencializar ainda mais a sua estratégia de venda por meio desses canais.

Fique com a gente e boa leitura!

O que é a venda social?

Chamamos de venda social o negócio feito pelo vendedor através das redes sociais, seja ela Instagram, Facebook, Pinterest, Youtube, Google+ e outras. Pode até ser que a venda não seja concluída de fato dentro dessas plataformas, mas é através delas que o empreendedor interage e gera conteúdo para atrair e converter potenciais clientes.

É um novo modelo de venda que, futuramente, pode matar aquelas ligações indesejadas feitas para o consumidor para abordar algumas questões relevantes para os negócios ou para oferecer de cara o produto que você está vendendo.

Esse modelo de venda também pode ser chamado de venda 2.0 e tem como principal diferencial competitivo a possibilidade de educar o consumidor sobre como sua empresa, produtos ou serviços podem ser úteis para facilitar o dia a dia dele e garantir mais satisfação ao final da jornada de compra.

 

Como começar?

O uso das redes sociais para conversão de vendas é uma parte da estratégia. Você precisa ter em mente que esse canal, inicialmente, deve ser trabalhado de forma a gerar valor para o seu negócio, ou seja, ele será o ponto crucial para a construção, crescimento e fortalecimento da sua marca.  Por isso, para começar a vender nas redes sociais você vai precisar definir um planejamento que inclua as boas práticas, as quais falaremos mais para frente.

Outra informação importante para começar é saber onde encontrar o seu público-alvo, ele está no Instagram, Facebook, LinkedIn, Youtube ou Google +? Você precisa olhar para o seu público e entender em qual das redes sociais eles são mais ativos e, a partir daí você poderá desdobrar suas estratégias.

Descobrir em qual rede social seu público-alvo é mais ativo pode ser um trabalho demorado, uma boa dica é observar o seu tipo de negócio, por exemplo: se você vende produtos de nicho como é o caso de lojas de decoração, uma boa rede social para começar a observar é o Pinterest, mas se o seu negócio é mais voltado para varejo de moda, mídias sociais como o Instagram e Facebook podem ser duas opções perfeitas para encontrar seus potenciais clientes.

Saber onde a sua concorrência está atuando também é um dos pontos relevantes, pois permitirá que você identifique padrões de comportamentos e se posicione com maior precisão frente ao seu público-alvo e ao seu mercado de atuação como um todo.

Começando com esses pontos essenciais, você poderá desdobrar o restante da sua estratégia para potencializar as vendas através das redes sociais fazendo uso das boas práticas, tópico que falaremos a seguir.

Boas práticas para não errar na venda social

A partir do momento que você conhece bem o perfil do seu consumidor fica fácil desenvolver métodos mais eficazes para as redes sociais, que impulsionem as vendas e, consequentemente aumente a receita da empresa.

Abaixo selecionamos algumas das principais práticas para não errar na hora de usar a redes sociais a favor dos negócios, por isso, caneta na mão e tomando nota de tudo, hein?!

Confira:

 

  1. Reputação

O mundo digital é completamente dinâmico, por isso, não há espaço para cometer erros com o consumidor. A construção de uma reputação depende de muitos fatores que devem ser trabalhados cuidadosamente pela empresa, porém, um dos mais sensíveis com certeza é cultivar bons relacionamentos com os clientes.

Uma empresa ativa nas redes sociais, que interage com os clientes, que entra em discussões relevantes sobre o universo do seu negócio e que gera insights valiosos, a fim de contribuir para sanar alguma dor do consumidor ou, simplesmente para interagir com ele, está aos poucos construindo a sua reputação.

 

  1. Conteúdo relevante

Nutrir o consumidor com conteúdo relevante é uma forma de agregar valor para sua marca e gerar mais tráfego para suas redes sociais, trazendo assim potenciais clientes para conhecer seus produtos.

Imagine que a maioria dos consumidores buscam informações sobre os itens antes de finalmente comprá-los e se você tem a oportunidade de desenvolver conteúdos relevantes para seu público, usando como base dúvidas ou comentários de seus clientes, esse é um caminho certeiro para conseguir converter aquele cliente mais difícil.

Seja criativo, faça um vídeo demonstrando seu produto ou um Instazine (formato sem cortes para publicações no Instagram) mostrando formas diferentes de como seu produto ou serviço pode facilitar o dia a dia do cliente na prática.

Uma outra tática bem bacana é usar o conteúdo do próprio cliente, incentive-o a postar uma foto com o produto e a hashtag da sua marca, pois esse tipo de conteúdo traz de imediato uma identificação muito forte para outros consumidores, principalmente para aqueles mais resistentes a comprar pela internet, uma vez que é um tipo de conteúdo que transmite maior honestidade e credibilidade a marca.

Além disso, essa atitude é uma forma incrível de trabalhar a fidelização do cliente com a sua marca, pense nisso!

 

  1. Identidade visual

Ter uma boa identidade visual é essencial para gerar identificação com a sua marca, principalmente se você for atuar em redes sociais que tem uma apelação maior para esse tipo de abordagem, como por exemplo, o Instagram com aqueles feeds personalizados e bem produzidos.

 

  1. Cadência

Para despertar a curiosidade e o interesse das pessoas você precisa trabalhar novas postagens regularmente, por isso que, o planejamento que falamos no começo do artigo é tão importante e vai ajudá-lo a criar cadência.

Outra questão importante é que os algoritmos compreendem a relevância do seu conteúdo conforme você passa a produzi-los com uma periodicidade maior e assim também passa a entregar esses conteúdos com maior frequência para o seu público-alvo.

 

  1. Investimento

Já vimos que as redes sociais são excelentes potencializadores de resultado de vendas, mas é preciso atingir as pessoas certas e existem ferramentas que podem te ajudar nessa missão.

Investir em mídia paga tem um grande valor para os negócios e muitas vezes a própria plataforma oferece a oportunidade de criar anúncios ou promover aquele conteúdo relevante que você desenvolveu e que precisa gerar um buzz maior.

Dessa forma, a visibilidade da sua marca aumenta e, consequentemente, as chances de atrair mais clientes para impulsionar suas vendas também.

 

  1. Relacionamento

Uma rede social é um lugar para interagir, compartilhar insights e manter relacionamentos, é um erro fazer uso do seu poder apenas para divulgar seus produtos, é claro que o objetivo é esse, mas você precisa pensar no longo prazo, em fidelizar clientes e converter outros novos, pois a forma como você se relaciona com o a sua audiência é que vai definir se as redes sociais vão te ajudar ou ser uma detratora da sua estratégia.

 

  1. Acompanhamento

Chegamos ao último ponto que mapeamos para trazer como boas práticas. Como um bom empreendedor você sabe que acompanhar as métricas de vendas é fator crucial para entender se de fato a sua estratégia está trazendo bons resultados financeiros para o negócio.

Um sistema ERP possui ferramentas para gerenciar todas as métricas e através dela oferecer relatórios automáticos para que o gestor tenha maior poder de decisão e, além disso, ainda integra SAC e CRM para operar de forma eficiente chats, e-mails, SMS, WhatsApp e redes sociais, potencializando ainda mais as suas interações com os clientes.

Conclusão

Não há dúvidas de que o poder das redes sociais vai te ajudar a vender muito mais. As sete práticas que abordamos no decorrer desse artigo não são apenas para que você venda mais durante uma data sazonal, mas para te ajudar a criar uma presença digital mais forte para sua marca, ganhando o respeito e confiança dos seus clientes e aumentando a credibilidade da sua empresa no mercado de atuação em que ela está. Por isso, você pode começar agora mesmo a seguir essas orientações e em breve poderá observar que as redes sociais podem sim potencializar ainda mais a sua estratégia de venda e aumentar a receita dos negócios.

Boas vendas!

 

Autora: Joyce Alcântara.

Baixe aqui

Guia do e-commerce: Como ter uma loja virtual de sucesso contínuo