fbpx

Domine a arte de vender online com 8 dicas de sucesso

vender-online-post

O conceito de vender e comprar algo é muito antigo. Antes mesmo de existir o dinheiro como o conhecemos hoje, já existia o ato de trocar uma mercadoria por outra de acordo com a sua necessidade. Num mundo majoritariamente capitalista, vender e comprar é uma ação vital e que todo negócio que oferece algum produto ou serviço precisa fazer.

Hoje com a ajuda da tecnologia, principalmente da internet, é possível que você venda para qualquer pessoa de qualquer lugar no mundo. Com isso, os chamados e-commerces (lojas virtuais) ganharam espaço nos últimos anos e tem ajudado varejistas a se manterem competitivos mesmo em cenários de crises, como a que estamos passando com a propagação do vírus Covid-19, que obrigou milhares de pessoas a se isolarem em suas casas e fechou comércios e shoppings.

Pensando nesse cenário e em como pequenos varejistas podem aumentar seus lucros com a ajuda da internet, montamos esse artigo para elencar as principais dicas de sucesso que são possíveis de replicar para driblar a crise e continuar surfando na boa onda dos e-commerces pelos anos à frente!

 

COMO VENDER ONLINE?

Aqui vamos mostrar algumas possibilidades para quem deseja começar a vender online ou para aquele varejista que já vende online e que pode criar novas oportunidades de venda.

Engana-se quem pensa que para vender online não há investimento. Mesmo aqueles que fazem suas vendas por whatsapp, acaba tendo um custo de internet ou de envio da mercadoria. Mas se você quer investir mesmo com pouco dinheiro, há alternativas muito interessantes disponíveis como os Marketplaces.

Esses sites em sua maioria são de grandes varejistas, que possibilitam que pequenos negócios usem sua estrutura online para vender seus produtos em troca de porcentagens sobre a venda realizada. Apesar de ter que pagar essa comissão ao Marketplace, para quem está começando pode ser muito vantajoso por não ter grandes gastos com infraestrutura. Já para quem atua no e-commerce há algum tempo, o Marketplace pode trazer novas vendas por ser um canal que atinge mais consumidores.

Falando em Marketplace, um caminho que qualquer varejista pode seguir é utilizar o marketplace do Facebook, ou seja, você usa suas redes sociais para divulgar seus produtos e finaliza a venda na mesma plataforma. Isso evita a confusão do consumir com várias páginas. Além disso, você consegue usar o Instagram para potencializar seu alcance e fazer seus anúncios de forma mais personalizada, aumentando as chances de venda.

Agora se você está decidido a investir em vendas online, o caminho para marcar presença na internet e tornar seu negócio mais profissional é um e-commerce, isso te possibilita ter seu próprio espaço e ter estratégias mais competitivas, com o nome da sua empresa em destaque, controlar de ponta a ponta seu negócio e possuir maior liberdade de escolha.

 

TECNOLOGIAS DISPONÍVEIS PARA TE AJUDAR

Quando falamos em um e-commerce operando com total capacidade, existem diversos tipos de fornecedores de tecnologia para suportar cada etapa do processo do pedido de venda. Como falamos anteriormente, há possibilidades para os pequenos começarem e para os que já estão na ativa, expandirem seus negócios. Mas o que é de fato essencial para se ter uma operação em pleno funcionamento?

A plataforma de e-commerce é uma tecnologia fundamental para quem quer ter seu espaço próprio para vender na internet, e ela pode ser alugada ou própria, vai depender da estratégia do negócio e a especialidade do time. Por trás da plataforma, é imprescindível ter um sistema de gestão (ERP), que vai gerenciar diversas pontas do negócio como produto, estoque, logística, fiscal e contábil, financeiro, entre outros. O ERP tem um papel importante inclusive quando se trata de integração com outros fornecedores de tecnologia, ele faz o “meio de campo” garantindo que todo o processo seja alinhado e isso reflete diretamente na satisfação do cliente.

Tanto plataforma quanto ERP são peças essenciais para que uma operação de e-commerce funcione perfeitamente, existem diversos fornecedores que atendem os pequenos e os grandes, mas, é importante pesquisar bem antes e contratar aquele que poderá acompanhar o seu negócio em todos os momentos, evitando assim uma troca de sistemas que poderá influenciar negativamente nos resultados da empresa.

Além disso, existem outras soluções que podem ajudar seu negócio de forma mais especializada como consultorias de e-commerce, agências, antifraudes, conciliadores financeiros, datacenters, gateways de frete e pagamentos, operadores logísticos, SAC, entre outros. Aqui vale também uma reflexão antes de sair contratando e entender qual a real necessidade da empresa.

 

DICAS

#1 – Entenda muito bem o seu segmento e o seu produto

Premissa básica para qualquer empreendedor, conhecer bem o segmento que irá atuar e principalmente o produto que irá ofertar. Estar por dentro do mercado possibilita criar estratégias mais assertivas para o negócio, aumentando a lucratividade. Além disso, saber tudo do seu produto, inclusive os pontos fracos dele, dá mais voz de convencimento para o consumidor comprá-lo.

#2 – Estude o setor de e-commerce

Aqui pressupomos que você já entende tudo do seu segmento e do seu produto, mas você precisa ir além e conhecer muito bem os canais onde irá vendê-lo. O e-commerce possui diversas características que podem influenciar na decisão de compra e satisfação como valor de frete, prazo de entrega, foto do produto, avaliação de outros consumidores, entre outros.

#3 – Tenha boas estratégias de comunicação e marketing

Você já está com tudo na ponta da língua e super alinhado com as estratégias do seu negócio, mas como avisar o mundo que você existe? É para isso que todos os pontos anteriores precisam andar lado a lado com as estratégias de comunicação e marketing. Entender quem é a sua buyer persona, onde ela está, do que ela gosta ou melhor, do que ela precisa! Criar campanhas de ads bem planejadas junto com estratégias de conteúdo são pontos cruciais para começar bem no e-commerce.

#4 – Seja transparente com seus clientes

De nada adianta fazer tudo corretamente nos passos anteriores se você não for transparente com o consumidor na hora da venda. Desde como você se posiciona como marca, até as características do produto, valores reais de frete e prazos de entrega cumpridos, tudo isso faz com que você ganhe força no mercado para se tornar uma marca de confiança.

#5 – Crie um bom relacionamento com o seu público

Além de transparente, você precisa criar um relacionamento com seus consumidores. Apesar da internet proporcionar diversas possibilidades com muita conveniência, o ser humano por naturreza gosta do contato mais próximo, sentir que de fato está sendo ouvido e que existe outro ser humano do outro lado da tela. Essas experiências são extremamente positivas e agregam ainda mais valor para sua marca.

#6 – Tenha um pós-vendas alinhado e eficiente

Algumas empresas cometem o erro de simplesmente esquecer do cliente que já comprou alguma vez na sua loja. Acabam se apegando ao fato que precisam conquistar mais clientes novos e esquecem que receita recorrente pode ser essencial para a saúde financeira da empresa. Além do mais, é mais barato você engajar os clientes da casa a comprarem mais, do que conquistar novos.

#7 – Esteja atento às mudanças

Assim como a internet e a tecnologia em geral, os e-commerces mudam constantemente. Novos conceitos e estratégias são lançados a cada ano e você precisa ficar antenado para não ser deixado para trás. Não esqueça que os consumidores também mudam rapidamente!

 

 

#8 – Avalie todos os passos anteriores e melhore o processo se for preciso

Não pense que ao fazer corretamente todos os passos anteriores a sua vida está feita. É fundamental gerenciar constantemente o negócio a fim de identificar possíveis gargalos e solucioná-los o mais rápido possível. Para isso, mantenha uma rotina de avaliação das suas estratégias e fique de olho nos seus indicadores de desempenho para garantir bons frutos!

 

CONCLUSÃO

O mundo está sempre mudando e por vezes podemos estar no meio do olho do furacão de uma crise e ainda assim achar meios para garantir a continuidade do nosso negócio. A internet e a tecnologia trazem inúmeras possibilidades de vendas e há espaço para todos, mas é preciso cuidado para não ser só mais um na multidão. É possível se destacar mesmo sem altos investimentos, com criatividade e trabalho bem feito, seu negócio pode ir longe!

Deixar uma resposta

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>