fbpx

É tendência: lojas físicas como centro de distribuição para e-commerce

É tendência: lojas físicas como centro de distribuição para e-commerce

 

centro de distribuição
centro de distribuição

Se você é consumidor ou lojista provavelmente já se deparou com o processo de clique e retire na loja. Esse modelo faz parte do conceito Omnichannel, no qual você coloca o consumidor no centro das estratégias de negócios, proporcionando ao mesmo uma infinidade de vantagens para gerar segurança, conveniência e agilidade.

Mas a vantagem desse tipo de processo não beneficia apenas o consumidor, muito pelo contrário, uma nova abordagem vem surgindo nas lojas físicas demandada pelo e-commerce, que é fazer dos pontos de venda físicos pequenos centros de distribuição das lojas virtuais, investindo fortemente no processo de clique e retire.

Que o mercado vem passando por fortes mudanças devido a transformação digital já não é mais nenhuma novidade, porém as novas necessidades implicam outros comportamentos logístico das empresas, e para conseguir atender a toda uma nova demanda, essas organizações estão entendendo que tratar a loja física apenas como um ponto de venda presencial é deixar de explorar outros potenciais e, consequentemente deixar de ganhar dinheiro.

Pensando nisso, abordaremos o tema nesse artigo para que você entenda que, apesar de toda a morosidade do comércio eletrônico, você pode surpreender o seu cliente transformando sua loja física em um centro de distribuição do seu e-commerce a fim de cortar os custos e garantir mais agilidade nas suas entregas.

 

Lojas físicas como centro de distribuição

Recentemente a maior rede de shopping centers da América Latina, a Br Malls anunciou que começou os testes para adaptar seu modelo de logística. Em parceria com o marketplace Mercado Livre, um dos seus shoppings, o Villa Lobos, passará por um processo para verificar a possibilidade de transformar algumas lojas em centro de distribuição.

A ideia principal é que os lojistas do shopping coloquem seus produtos à venda na plataforma e, que ao comprarem os produtos online, os consumidores recebam as encomendas em casa. Desse modo, já que o estoque utilizado é o da própria loja, a entrega é feita no mesmo dia.

A Via Varejo, dona de marcas como Casas Bahia e Ponto Frio também tem tirado vantagens do uso de suas lojas físicas como centro de distribuição. Estratégia implementada há pouco tempo, mas que já conseguiu não apenas aumentar a agilidade das entregas, mas diminuir o custo global dos seus processos logísticos.

Falando ainda de empresas que estão seguindo fortemente essa tendência temos as lojas Mormaii, que trabalha com um sistema bastante interessante de distribuição no qual o cliente faz o pedido e ele sai do estoque da franquia mais próxima ao endereço de entrega solicitado no momento do checkout. Dessa forma diminui-se os problemas com a ruptura de estoque.

Essa tendência viabiliza o processo logístico e ajuda a aumentar o fluxo de clientes nas lojas físicas, já que a popularidade delas vem diminuindo bastante conforme o crescimento do e-commerce. Só no ano passado houve um crescimento expressivo de 12%, e segundo o 39º Webshoppers a expectativa para este ano é de  15% – esses dados do relatório divulgado pela Nielsen no começo desse ano fazem um alerta para que as empresas apostem em novas estratégias para manter vantajoso os custos de ambas as lojas, a física e a virtual.

 

Como preparar sua loja física para receber as demandas do e-commerce

 

Realizando um planejamento cuidadoso, o lojista pode beneficiar-se da estratégia de transformar as lojas físicas em centros de distribuição, por isso identificamos alguns pontos principais para começar a pensar nessa mudança e colocá-la em pratica o mais breve possível.

 

Confira:

 

 

  1. Integrar ambos os canais

Esse passo é primordial para o bom andamento da sua estratégia. Para fazer essa integração da loja online com a loja física você pode optar por um sistema de gestão empresarial (ERP) que tenha ferramentas eficazes para unificar todas as áreas de uma empresa a fim de automatizar processos, agilizar as tarefas e otimizar os resultados da empresa.

 

  1. Clique e retire na loja

 

Facilitando o clique e retire na loja, automaticamente a logística de distribuição é otimizada, pois diminuem-se as despesas e os atrasos nos prazos das entregas. Além é claro de gerar novos recursos para a loja física.

 

  1. Layout de loja

Estude o seu cenário da loja física, pois você vai precisar adaptar alguns espaços nela, como por exemplo, diminuir a quantidade de produtos em exposição e criar um balcão especial para a retirada dos pedidos feitos online.

 

  1. Funcionários

Verifique a necessidade de criar outras demandas para os funcionários ou contratar pessoal para ficar responsável pelos processos de picking e packing dentro da loja física.

 

  1. Gerenciamento de estoque

Ao integrar o ambiente online e o físico você precisa se planejar para manter os níveis de estoque adequados para evitar que o cliente se desloque até a loja e não tenha o produto disponível, pois além de gerar um estresse momentâneo você ainda corre o risco de perder futuras vendas.

 

  1. Eficiência

Muito cuidado para não perder a eficiência dos processos. Entenda que a princípio você vai trabalhar gradativamente para agilizar os prazos de entrega para o seu cliente e com a experiência, aos poucos, você vai compreendendo se é vantajoso para o seu negócio transformar ou não o seu modelo de distribuição.

 

 

Conclusão

A transformação de lojas físicas em centros de distribuição é uma forma mais econômica de gerenciar a logística de distribuição usando as instalações já existentes, e normalmente próximas de onde os clientes moram. Esse processo permite que o cliente possa retirar a mercadoria no mesmo dia, assim o consumidor economiza com o frete e o lojista consegue gerar tração para a loja física sem precisar criar estratégias de descontos, etc.

 

Autor: Joyce Alcântara.

e-Book: OS BENEFÍCIOS DO WMS PARA OBTER VANTAGENS COMPETITIVAS

Os processos logísticos e de suprimentos estão cada vez mais complexos devido ao grande volume de operações.
Este e-book tem o propósito de apresentar alguns dos possíveis benefícios do WMS – Warehouse Management System – e assim colaborar para que as organizações possam criar soluções aos desafios de armazenagem, localização e expedição de mercadorias, gerando com isso vantagens competitivas em seu mercado, agilizando a tomada de decisões e melhorando o nível de serviço prestado ao cliente.

Baixar agora!