fbpx

Figital: proporcione essa experiência para o seu cliente

jOYCE 2

 

Já é costume do cliente esperar que os processos online e offline estejam conectados e proporcione para ele uma experiência mais dinâmica independente do ambiente em que ele esteja.

Para o varejo, à adaptação ainda é uma caminhada difícil: adequar os processos internos das lojas físicas, integrar todas as informações com a loja online e oferecer uma experiência unificada em todos os canais de atendimento, parece ser uma longa estrada para percorrer.

Algumas empresas já começaram essa caminhada, abrindo espaço em suas lojas para as novas tecnologias, que permitem e facilitam o entrosamento entre ambientes físicos e online, como por exemplo: Wearables, IOT (Internet Of Things), Chatbots, entre outras.

Foi justamente nesse cenário que surgiu um novo termo utilizado pelo varejo para denominar a união de aspectos digitais com o ambiente físico, por isso, é momento de deixar de pensar em digital e começar a prestar mais atenção no figital.

Calma, a grafia está correta!

Vem com a gente para saber mais sobre o que é ser figital e entenda como essa experiência propicia um novo tipo de relacionamento entre empresa e cliente.

 

O que é figital?

A forma como o consumidor se relaciona hoje com as lojas mudou. Se ele pode comprar determinado produto por um preço mais acessível no e-commerce, por que então não pode se beneficiar desse mesmo preço na loja física ou por que não pode comprar online e retirar em outro canal disponível?

Esses entre outros questionamentos passaram a fazer parte do pensamento do novo consumidor e do cotidiano das empresas, que se viram na necessidade de adaptarem seus processos ao conceito Omnichannel. Assim, entramos na era da integração de canais, no qual todos os canais de atendimento da empresa passaram a oferecer a mesma experiência de compra para o consumidor.

Essa união perfeita entre os ambientes físicos e online criada pelo conceito omnichannel promoveu um novo avanço para o varejo, dando origem ao termo Phygital, referente a junção da palavra physical com a palavra digital, ou como foi democratizada no varejo brasileiro pela empresa GfK, especialista em estudos de mercado: figital.

 

Como inserir o figital na prática?

Para que o figital seja uma realidade dentro de qualquer negócio é preciso analisar a oferta de três aspectos: Imediatismo, imersão e interação, no qual em cada um deles o lojista busca proporcionar para o consumidor um atendimento mais ágil, personalizado, tornando-o parte de uma experiência única e memorável, transformando a jornada de compra em uma estratégia comunicacional mais emotiva.
A partir desses três pilares o lojista precisa buscar tecnologias que o ajudem a introduzir cada um dos pilares dentro da jornada de compra do cliente, como por exemplo o uso de:

Totens – Esses aparelhos permitem oferecer agilidade e praticidade para o consumidor, pois garantem mais autonomia na jornada de compra, além de evitar filas, que muitas vezes é motivo para o cliente desistir do produto.

Chatboat – Sistema que possibilita conversas instantâneas entre robôs e pessoas reais, o chatbot ganhou mercado justamente por facilitar o relacionamento entre empresa e consumidor, garantindo um atendimento mais ágil e objetivo.

Wearables – Dispositivos vestíveis capazes de fornecer informações diversas sobre seus usuários, facilitando a tomada de decisão da empresa e a criação de estratégias personalizadas para atrair novos consumidores e engajar os antigos.

IOT (Internet Of Things) – Internet das coisas já faz parte da realidade de muitas empresas. É a tecnologia que consiste no uso de diversos dispositivos portáteis fazendo uso de sensores conectados a internet, expandindo a conectividade para gerar informações a qualquer tempo, melhorando a produtividade da empresa, entre outras vantagens.

RFID – essas etiquetas inteligentes prometem facilitar muito, não apenas a vida do varejista (como é possível conferir nesse artigo), mas também do cliente que pode acessar informações de qualquer produto através de uma tela instalada no provador. Essa tecnologia ainda viabiliza à solicitação de outros tamanhos, cores ou modelos do item escolhido, sem que o cliente tenha que sair do provador e caminhar por cada setor da loja procurando o que deseja.

Realidade Aumentada – No varejo essa tecnologia é muito pautada quando o assunto é provador virtual, um dos processos do novo varejo, o provador virtual elimina a necessidade de provar fisicamente a roupa. Estratégia que pode ser a solução para o varejista que não tem estoque grande na loja, mas não quer perder a venda por falta de algum produto.
Não há como fazer uma estratégia figital sem investir em tecnologia, no entanto é claro que antes de tomar qualquer decisão é importante fazer um bom planejamento, para que os investimentos não sejam inconsistentes com o público alvo que a empresa atende.

 

Vantagens da estratégia figital para as empresas

Seja qual for o plano inicial da empresa para implementar o figital em suas estratégias, é importante destacar que as ações que forem bem pensadas e melhor ainda estruturada, trarão um retorno significativo para a organização. Dentre as vantagens obtidas, o negócio pode ganhar em:

1- Reconhecimento
Qualquer empresa que seja capaz de criar um modelo de negócio ou adaptar o seu modelo antigo para entregar valor aliado a comodidade e conveniência para o cliente, consegue atrair atenções e, consequentemente, conquistar o tão almejado reconhecimento.

2- Fidelização
Proporcionar uma jornada de compra em que o online se integre perfeitamente com o offline é uma forma de atingir outros públicos (não apenas o consumidor que só compra online ou vice-versa), além disso, é possível engajar mais facilmente o relacionamento com o consumidor e aos poucos garantir sua confiança.

3- Escalabilidade
Investir em tecnologias capazes de transformar a experiência de compra do usuário é o caminho para que a empresa consiga atuar de forma escalável no mercado, pois gera valor para o negócio, garantindo maior lucro acima dos gastos.

 

Conclusão

O figital é outra maneira que o varejo encontrou para tangibilizar as novas relações comerciais entre o próprio setor e o novo consumidor. Essa estratégia vai além da integração perfeita entre os canais de negócio, ela proporciona, dentro da jornada de compra do cliente, a liberdade que ele precisa para poder escolher a melhor maneira de finalizar suas compras.

 

Sua empresa já está preparada ou está se preparando para proporcionar a experiência figital para o consumidor?

Autora: Joyce Alcântara.

e-Book: VENCENDO A CRISE ATRAVÉS DE ESTRATÉGIAS DE MULTICANALIDADE E OMNICHANNEL

O atual cenário de crises nos mais diversos setores da economia brasileira impõe que as empresas se concentrem em estratégias que possam ajudá-las a vencer a crise e manter-se em crescimento. Nesse sentido, há uma excelente opção nas estratégias de multicanalidade e omnichannel que podem mudar os rumos do negócio, transformar as empresas e garantir que vençam a crise.
Esse e-book tem o objetivo de guiar empresas, empreendedores e colaboradores na missão de aprofundar seus conhecimentos nos Conceitos da Omniera.

Baixar agora!