fbpx

Novas tecnologias favorecem o varejo e estreitam relacionamento com cliente

 

novastecnologias

Nos últimos anos temos ouvido falar muito sobre as novas tecnologias e suas influências na transformação digital. É fato que, devido a ela, as pessoas foram ficando mais acomodadas e exigentes, esperando que as informações acompanhem o seu senso de imediatismo.  Por esta razão as empresas precisam se movimentar para implementar novas tecnologias que não só ofereçam experiências incríveis aos consumidores, mas que também acompanhem o seu novo ritmo de consumir.

Pensando nisso e para que você, gestor e/ou empreendedor, tenha ideia de como essas novas tecnologias podem favorecer os negócios, falaremos nesse artigo sobre algumas tecnologias que já são grandes conhecidas do mercado e que foram reforçadas pela NRF 2020 (National Retail Federation), como por exemplo, IA (inteligência artificial) e computação em nuvem e também falaremos sobre uma nova classe de tecnologias que estão caminhando para se tornarem grandes protagonistas dos negócios.

Quer saber mais? Então, continue sua leitura. ;)

 

Inteligência Artificial

Essa tecnologia está revolucionando o varejo, mas não pela visão que se imaginava há alguns anos (de robôs substituírem as pessoas em seus ofícios), e sim por proporcionar ao varejista a possibilidade de transformar a jornada de compra do consumidor com experiências surpreendentes.

Grandes varejistas já apostam no potencial da inteligência artificial para oferecer mais comodidade e solucionar problemas de forma mais ágil através de chatbots, por exemplo.

Essa não é a única forma de traduzir a inteligência artificial para os negócios, no e-commerce a tecnologia pode favorecer a oferta de produtos personalizados em momentos estratégicos da navegação do cliente, além disso, ela pode ser aplicada em lojas físicas por meio dos provadores virtuais.

Benefícios: melhora a experiência do cliente e confere para a loja processos mais ágeis e objetivos.

 

Machine Learning

Machine Learning é um tipo de inteligência artificial voltada para aprendizado de máquina que permite que computadores tomem decisões através de algoritmos que reconhecem determinados tipos de padrões e com base nos dados coletados realizam previsões.

Para o varejo essa tecnologia é bem-vinda para investir em análise de dados e identificar suposta tentativa de fraude, além de permitir um estudo mais profundo sobre o comportamento do cliente a fim de criar uma oferta personalizada para ele.

Benefícios: analisar dados complexos em uma fração de segundo, ferramentas mais intuitivas, confiáveis e fáceis de usar.

 

Omnichannel

O omnichannel é um conceito, mas engloba muitas tecnologias para que seja efetivo, já que a ideia principal é a integração de todos os canais de negócios a fim de oferecer uma mesma perspectiva de atendimento em todos os canais e, consequentemente, melhorar a experiência do consumidor.

No varejo podemos traduzir o conceito em uma loja que tem o estoque integrado com e-commerce e outras franquias ou oferecer a mesma experiência da loja física no e-commerce, no mobile commerce e no marketplace, entre outras abordagens que permitam uma experiência uniforme para o cliente independentemente do seu canal de acesso.

Benefícios: redução de custos, aumento do ticket médio, diferencial competitivo, e fidelização de cliente.

 

Nuvem

A maioria dos varejistas já lidam com ERPs no modelo SaaS (software as a service), um software que funciona em nuvem e pode ser acessado via uma conexão de internet.

Essa tecnologia permite que o empresário tenha acesso a todas as informações da empresa na palma da mão de qualquer lugar que disponha de uma conexão de internet estável.

Benefícios: suporte a tomada de decisão, agilidade, maior segurança, integração simplificada, maior custo benefício, evolução mais simples.

 

Gôndola infinita

Gôndola infinita é um dos macroprocessos do omnichannel, no qual o varejista integra os estoques das lojas físicas com o da loja virtual e/ou centros de distribuição com o objetivo de não perder venda por falta de produto (rupturas) e ao mesmo tempo não frustrar o consumidor.

Essa tecnologia de integração gera empoderamento para o vendedor, pois evita que ele perca vendas por falta de algum item ou de alguma especificação desejada pelo consumidor no momento da compra, pois uma vez que os estoques do e-commerce, das lojas físicas e centros de distribuição estão integrados, o lojista tem a autonomia de oferecer a entrega mais conveniente ao consumidor.

Benefícios: sortimento, logística facilitada, evita experiências negativas para o consumidor, diminui rupturas.

 

Uma nova classe de tecnologias

 

DataOps

DataOps é uma abordagem colaborativa que possibilita gerenciar dados com inteligência artificial e machine learning, com o objetivo de oferecer um ambiente confortável para as equipes de ciências de dados trabalharem com perspectivas maiores de sucesso.

No varejo essa tecnologia se traduz na capacidade que a empresa tem de conseguir extrair valor dos dados que coleta do que diretamente na jornada de compra do consumidor.

Benefícios: diminui trabalhos manuais, aumenta a produtividade da equipe, confere maior relevância para os dados coletados.

 

5G

Essa tecnologia ainda nem chegou, mas já está causando algumas expectativas quanto aos seus impactos, principalmente em relação ao uso da internet das coisas (IOT).

A quinta geração de internet móvel promete facilitar e muito as estratégias dos varejistas que implementarem qualquer das novas tecnologias em suas lojas, agregando maior velocidade entre o clique e a conexão, garantindo mais confiança do consumidor que espera cada vez mais processos ágeis e empresas inovadoras que estejam par a par com o mercado e, principalmente, com o que ele acredita que precisa ser oferecido para melhorar a sua experiência de compra.

Benefícios: agilidade dos serviços, redução de custos, melhoria da experiência do cliente.

 

Wi-Fi 6

Mais uma novidade em conexão, o Wi-Fi 6 foi anunciado ao mundo oficialmente no final do ano passado e promete conexões 40% mais rápidas, garantindo mais qualidade de conexão, principalmente para os dispositivos que chegarem no mercado já suportando essa tecnologia.

E quando falamos em negócios, a tecnologia será uma aliada valiosa para suportar volumes cada vez maiores de dados e para suportar múltiplos dispositivos, além das integrações dos mais diversos canais de negócio que já existem e que ainda vão existir.

Benefícios: maior velocidade na transferência e coleta de dados e melhor desempenho dos processos guiados por conexão.

 

Voice commerce

Tecnologia que faz uso da voz como parte essencial para o processo e conclusão da compra realizada online.

Essa novidade promete muitos novos negócios e uma estruturação maior de demandas por parte do varejista, já que as facilidades impostas pelo voice commerce permitirá que os clientes comprem de qualquer lugar, a qualquer hora, apenas acionando o assistente virtual do seu smartphone (se quiser saber mais sobre essa tecnologia, confira nosso artigo sobre o assunto, clicando aqui).

Benefícios: comodidade, conveniência e agilidade.   

 

Conclusão

Tecnologias e negócios precisam andar juntos, mas quando falamos de varejo é inegável os benefícios que essa aliança garante para que o varejista consiga oferecer produtos, serviços e atendimentos de qualidade. É a capacidade que a empresa tem de enxergar esse novo cenário e de implementar soluções disruptivas que definirá o rumo das tomadas de decisões e, consequentemente, o futuro dos negócios.

 

Autora: Joyce Alcântara.