fbpx

Porque sua empresa precisa apostar em WMS

wms-interna (002)

 

Em um mercado cada vez mais competitivo e tecnológico, há cada dia menos espaço para erros, principalmente se ele interfere diretamente na gestão logística da sua empresa. Ainda bem que os avanços inovadores da tecnologia já nos permitem resolver a maioria dos desafios presentes na rotina de distribuição.

Os sistemas de gerenciamento de armazém ou WMS, como também são conhecidos, possibilitam gerenciar de forma estratégica estoques, depósitos, armazéns, entre outros, garantindo mais eficiência desde a realização do inventário até o atendimento ao cliente.

Esse artigo busca orientar sobre a importância de obter um sistema de WMS, para otimizar todos os processos inerentes aos negócios da sua empresa.

Se você deseja saber mais sobre o assunto, continue sua leitura, pois vamos explicar o que é WMS, o que ele faz, porque ele é importante para a empresa, quais os principais benefícios que ele oferece para os negócios e como escolhê-lo corretamente.

 

O que é WMS?

Warehouse Management System (WMS) ou Sistema de Gerenciamento de Armazéns é um software desenvolvido para auxiliar os gestores no controle de estoque, e para isso ele conta com ferramentas próprias para realização de conferência de mercadoria, controle por lote, recebimento e separação de item, expedição, inventários, endereçamento dinâmicos das mercadorias em estoque, acompanhamento de validade, entre outras.

Essas ferramentas contribuem para uma operação de estoque mais eficiente, ágil e simplificada, além de evitar erros que possam ocasionar em rupturas de estoques ou compras desnecessárias.

Cada sistema WMS pode oferecer diferentes serviços de gerenciamento, mas todos eles têm recursos considerados essenciais, como por exemplo, o registro, localidade e remessa de estoque. Assim, é importante estudar as opções disponíveis no mercado para entender qual sistema atende por completo as necessidades da empresa. Uma dica poderosa é optar por sistemas mais robustos que estão aptos para os negócios Omnichannel, pois são mais flexíveis e seus recursos mais confiáveis.

 

O que ele faz?

No seu início as soluções de WMS apenas desempenhavam funções simples, como informar a localidade do item dentro do armazém, e apesar de ajudar bastante ainda era pouco eficaz, mas com os avanços tecnológicos, hoje essas soluções contam com ferramentas que possibilitam otimizar processos de picking e packing, além de controlar lotes e validade, FiFo (sigla para First in, first out, estratégia na qual os produtos que estão a mais tempo em estoque são despachados primeiro) chassi, etc.

Um sistema de WMS em sua total capacidade está preparado para ajudar a empresa a atender as demandas de forma mais dinâmica e instantânea, otimizando a coleta e envio, e rastreando de maneira eficiente os produtos solicitados dentro do estoque.

Como vimos, as características do WMS, podem variar bastante de acordo com as necessidades da empresa, por isso, para maior amplitude de funções é aconselhável selecionar opções mais sofisticadas e conversar com o fornecedor sobre as melhores práticas e as possibilidades de customizações.

 

Principais motivos para apostar no WMS

 

Motivo 1: Produtividade

O WMS ajuda a estruturar os processos, garantindo que os funcionários tenham maior suporte para a tomada de decisão, ou seja, eles podem saber exatamente onde está cada item e qual o fluxo de trabalho que precisam seguir. Dessa forma, as demandas são atendidas sem complicação, liberando tempo para outras prioridades.

 

Motivo 2: Maior segurança

Eventualidades acontecem, mas com o WMS gerenciando o estoque as consequências são minimizadas, pois é possível ter controle de todas as atividades realizadas e qual usuário a realizou, para que dessa forma seja possível evitar ou reverter qualquer consequência.

 

Motivo 3: Integração com ERP

A expressa maioria das empresas utilizam o Enterprise Resource Planning (ERP) ou sistema de gestão empresarial, para otimizar suas operações, por isso, é importante que o WMS tenha pontos de integração para evitar processos engessados. Principais pontos para integrar: cadastro de produtos, sincronização do saldo de estoque, envio de ordem de compra e pedidos, confirmação dos pedidos recebidos e faturamento de pedido.

 

Motivo 4: Otimiza o atendimento ao cliente

Um estoque controlado, com entregas rápidas e sem erros do início até o processo de despacho, influencia diretamente na satisfação do cliente. Nesse sentido, o WMS contribui para melhorar o relacionamento e a confiança dele com a empresa.

 

Motivo 5: Espaço mais bem utilizado

Os espaços do estoque são em sua total capacidade mais bem utilizados, evitando assim a necessidade de ter que ampliar o tamanho, pois a ferramenta permite que o lojista identifique se o lugar está sendo explorado economicamente, garantindo otimização máxima.

 

Motivo 6: ROI

O lojista consegue obter informações em tempo real para a tomada de decisão, garantindo suporte com compras planejadas, evitando assim mercadoria parada e, consequentemente, perdas financeiras. Essa força de trabalho do WMS melhora as vendas e aumenta os lucros.

 

Como escolher corretamente um sistema WMS

Adotar qualquer que seja o sistema é um momento de muita cautela, pois os responsáveis pela troca ou adoção do novo software precisam ter conhecimento sobre as opções disponíveis no mercado. Para ajudá-lo nisso, abaixo selecionamos alguns aspectos que devem receber sua atenção:

 

1- Tenha conhecimento sobre suas opções

Selecione os fornecedores que atendem a premissa do negócio e conheça os pontos forte de cada um deles, assim você consegue escolher dentre as opções apresentadas a melhor para os processos da empresa.

 

2- Prefira uma solução customizável

Toda empresa deseja ter um negócio escalável e, partindo desse princípio, ter uma solução customizável garante que ela atenda com uma maior amplitude as demandas que surgirem.

 

3- O fornecedor deve oferecer implementação e treinamento

Antes de fechar com um fornecedor entenda qual o tipo de suporte que ele oferece mediante a contratação, um dos aspectos mais importantes é com relação a implementação e treinamento, a não ser que você tenha uma competência de T.I especializada para este fim.

 

4- Deve possibilitar integração

A expressa maioria das empresas lidam com diferentes tipos de gestão, por isso, para não precisar adaptar vários sistemas (para conseguir realizar funções simples) certifique-se que o WMS escolhido tem possibilidade de integração com outras soluções.

 

5- Deve ter os recursos essenciais

O mínimo que se espera é que o sistema ofereça as ferramentas essenciais para uma gestão transparente do estoque, por isso, cuidado com as soluções muito simplistas que não oferecem o básico, pois mais tarde você precisará de novas ferramentas e sistemas e, um processo eficaz se transformará em uma colcha de retalhos.

 

Conclusão

Esperamos que todas as informações desse artigo tenham contribuído para te ajudar a desenvolver estratégias eficazes para o controle do seu estoque. Nosso objetivo é te deixar preparado através de conhecimento, mas a força tarefa maior vem de você. Agora que você está munido com o essencial, chegou a hora de apurar quais as reais necessidades da sua operação, por isso, comece identificando a rotina de movimentação do seu estoque, pois o fluxo e a frequência de entrada e saída vão te ajudar a perceber quais aspectos são fundamentais para garantir que o WMS atenda completamente os desafios da empresa.

Autora: Joyce Alcântara.

 

Baixe aqui

Guia: Logística Reversa - Se beneficie com a logística reversa