fbpx

Saiba como a Blockchain impactará os negócios

Saiba como a Blockchain impactará os negócios

Blockchain
Aplicação da Blockchain

Se você já ouviu falar sobre bitcoin, então fica mais fácil entender o que é a tal da blockchain que está todo mundo comentando. Blockchain é uma tecnologia de potenciais amplos e disruptivos, que faz parte da famosa transformação digital e está gerando muitas dúvidas quanto suas reais aplicações, uma vez que ela foi criada, inicialmente, para realizar transações monetárias, neste caso transações feitas com criptomoedas, mas como veremos nesse artigo, hoje ela vai muito além disso.

 

O que é Blockchain?

Blockchain ou cadeia de blocos literalmente, é uma tecnologia criada, inicialmente, para registrar as transações financeiras feitas com criptomoedas, por exemplo as bitcoins, mas ela vai muito além disso.

Ela funciona armazenando as informações nesses blocos e cada um desses blocos possuem um tipo de assinatura, que chamamos de Hash – essa assinatura impede por meio de criptografia que as informações do bloco sejam violadas. Todas as transações realizadas por meio da blockchain são protegidas por um forte sistema de criptografia e justamente por este motivo, são imutáveis.

Mas de que forma essas transações são realizadas?

Imagine vários computadores espalhados pelo mundo e uma pessoa adiciona alguma informação à essa rede, esses vários computadores validam a transação, entendendo que a transação é possível, a informação é guardada juntamente com outras em um bloco, quando esse bloco enche ele é ligado a outros formando uma “cadeia de blocos”. Esse conteúdo passa por uma alta criptografia e fica protegido de ataques, por fim a informação fica registrada nessa cadeia e não pode mais ser alterada.

 

Blockchain privado e público

A tecnologia blockchain começou como algo público, no qual qualquer pessoa pode entrar, ler e realizar transações, uma vez que esse tipo de blockchain não exige ”permissão”. Nesse modelo todas as transações são públicas e as pessoas podem permanecer anônimas, por isso, muitas empresas se mostraram receosas com esse tipo de blockchain e aí surgiu o modelo privado.

A tecnologia de blockchain privado é controlada por uma organização que determina quem pode fazer transações ou participar dos demais processos. Esse tipo de blockchain é completamente centralizado e funciona como uma área limitada.

Mesmo com esses dois modelos ainda há desconfiança com relação ao quão segura a blockchain pode ser, isso nos leva aos aspectos negativos da tecnologia, confira:

 

  • As transações realizadas com blockchain são irreversíveis;
  • Anonimato;
  • Resistência do governo e outras organizações que não entendem como a tecnologia funciona;
  • Público

 

Blockchain no Brasil

A tecnologia ainda é uma novidade aqui no Brasil, mas já tem empresas anunciando altos investimentos nessa área, justamente por se tratar de uma tecnologia totalmente abrangente empresas de diferentes segmentos já estão apostando em seus benefícios para os negócios.

 

Carrefour, BRF e IBM: as três empresas se uniram para desenvolver um projeto de rastreabilidade de produtos baseado em tecnologia blockchain. O objetivo do projeto é informar ao consumidor a procedência dos alimentos, sem deixar de considerar todas as etapas do negócio, como: produtiva, logística e comercial.

 

Santander: a instituição financeira firmou parceria com a empresa Ripple para realização de pagamentos internacionais através da solução xCurrent. Os indivíduos podem realizar as transferências em cinco minutos, procedimento que antes demorava dias.

 

Caixa econômica: a caixa também já anunciou seus investimentos na tecnologia, juntamente com os bancos: Santander, Banco do Brasil, Barisul e SICOOB. A ‘’parceria’’ é para facilitara as transações realizadas pelos correntistas dos cinco bancos.

 

Banco do Brasil: a fim de baratear custos, ganhar mais eficiência operacional e proporciona processos mais dinâmicos aos seus clientes, o banco do brasil também decidiu investir na tecnologia.

 

Dell: a gigante em tecnologia, anunciou recentemente que planeja investir em tecnologias emergentes, como por exemplo: inteligência artificial, analise de dados, cloud e, entre elas, a blockchain.

 

PWC: uma das ‘’Big Four’’ como também é conhecida, a PwC vem dando suporte para diversos projetos envolvendo a tecnologia blockchain e recentemente anunciou um serviço de auditoria baseado na tecnologia.

 

As expectativas com possibilidades que a blockchain prevê são muitas, por isso, grandes empresas já começaram a investir fortemente altos capitais para conseguir integrar a tecnologia aos seus processos diários.

 

Aplicação

Como acabamos de ver, empresas de diferentes segmentos estão apostando na blockchain para otimizar de alguma maneira os processos internos, isso significa que a aplicabilidade dessa tecnologia vai além das instituições financeiras e empresas envolvidas diretamente com tecnologia.

 

Confira abaixo, algumas aplicações no mínimo curiosas da blockchain:

 

Votação: acabamos de passar por um período eleitoral bastante tenso aqui no Brasil, no qual questionou-se a veracidade das urnas eletrônicas. A blockchain pode ser usada para tornar as eleições mais seguras devido a sua estrutura altamente criptografada, além disso seria possível votar pelo computador sem sair de casa, que sonho não?

 

Imobiliário: imagine os processos de compra de um imóvel. Imaginou? Não envolve somente a imobiliária, mas também banco, advogados, muito tempo, dinheiro e disposição. A blockchain elimina a necessidade de intermediários, que tornam os processos morosos, caros e burocráticos.

 

Agronegócio: através de sistema de rastreio é possível saber todos os processos pelo qual o alimento passou até chegar no nosso prato, já imaginou que incrível seria? Além disso, a blockchain torna todos esses processos mais seguros e menos custoso.

 

Netflix e outros streaming: por sua alta descentralização, a tecnologia blockchain poderá mudar completamente a forma como os serviços de streaming ofertam seu serviço. Qualquer um poderá disponibilizar conteúdo, decisões como: que tipo de conteúdo será oferecido, como e quando não será mais uma decisão exclusiva da Netflix, TV a cabo e outros serviços.

 

Varejo: aplicativos blockchain permitem que os consumidores tenham acesso fácil a qualquer informação do produto que adquiriu. Além disso, eles também podem solicitar assistência em caso de qualquer problema com o produto.

 

Cinema: sistema de bilheteria transparente que usa a tecnologia blockchain para acabar com as fraudes do mercado negro de ingressos.

 

Logística: a blockchain permite processos mais transparentes, uma vez que por meio dos registros compartilhados é possível ter acesso a todas as informações da cadeia de suprimentos.

 

Seguradoras: garante mais eficiência e produtividade no setor de seguros. A empresa global Accenture cria soluções baseada na blockchain para seus clientes com muito mais segurança.

 

Medicina: um processo pioneiro nesse segmento é o armazenamento e utilização de registros médicos eletrônicos, com o objetivo de proporcionar uma experiência online mais completa para os pacientes.

 

Filantropia: empresas usam a tecnologia blockchain para fornecer maior segurança aos seus doadores com relação as informações financeiras, tudo em tempo real.

 

Sistemas ERP: os sistemas ERP pensados para a omniera já suportam as novas tecnologias e a blockchain está ganhando o interesse das empresas fornecedoras de software e provavelmente terá um papel importante para otimizar ainda mais os sistemas de gestão.

 

 

Conclusão

Novas tecnologias surgem e somem na mesma velocidade. Não podemos saber com certeza se a blockchain vai revolucionar a forma como fazemos negócios ou como nos comportamos (como foi o caso da internet), mas o fato de se tratar de uma tecnologia de natureza totalmente imutável traz muito mais confiança e segurança para seus investidores.

 

 Autor: Joyce Alcântara.

e-Book: A IMPORTÂNCIA DE PLANEJAR E GERENCIAR COMPRAS

A modernidade das relações comerciais direciona intensivamente para a negociação eletrônica de bens. Dentre as questões mais importantes, é preciso destacar o planejamento e o gerenciamento das compras.
Para um bom planejamento e gerenciamento de compras, é fundamental que as empresas de e-commerce contem com bons sistemas de gestão – ERPs ou Back Offices – que ofereçam avançadas e consistentes ferramentas de gerenciamento de compras. Neste e-book, aprofundaremos no tema processos, planejamento e gestão de compras.

Baixar agora!