fbpx

Tendências do e-commerce para dar um gás nas suas vendas

Tendências do e-commerce para dar um gás nas suas vendas

 

2018 foi um bom ano para a indústria do e-commerce. A receita mundial do setor acumulou quase U$ 290 bilhões e está prevista para crescer, pelo menos no cenário brasileiro.

Os dados do censo do Compre e Confie apontaram um aumento de quase 18% em número de pedidos e 21% em faturamento. É um cenário muito bom para o mercado e propenso para colocar as ideias em prática.

Tendências ou moda no e-commerce?

No mundo globalmente conectado, as “modas do momento” são confundidas com as tendências do e-commerce. É preciso entender que as “modinhas” começam e terminam como trends do twitter, começam do nada e, de  repente,são mencionados incessantemente, e morrem quando menos esperamos.

As tendências genuínas dos negócios online ficam por período de tempo mais longo. Você pode se permitir em ignorar as modas, mas nunca as tendências verdadeiras. Os e-commerces devem analisar todas as modas e tendências com cuidado, para não embarcar em um navio prestes a afundar.

Tendências, na indústria no e-commerce, surgem de várias coisas. Como os consumidores compram, o que compram e como respondem à táticas de marketing.

Na última década, muitas novas tendências surgiram com uma influência grande. Grandes e-commerces estiveram na frente quando se tratou de adotar e se beneficiarem dessas tendências.

Propagandas contextuais e programáticas

A tendência, chamada de propaganda programática, utiliza base de dados para decidir a audiência. As propagandas são exibidas para a audiência baseados em consumo e é feito o retarget depois de um período de tempo para gerar um ROI mais alto. Ou seja, é sobre atrair as pessoas certas para a campanha certa no momento certo. Assim, os e-commerces têm maior chance de alcançar uma audiência maior.

O pensamento é relativamente simples. O efeito vai ser menor se uma propaganda sobre venda de automóveis for mostrada antes ou durante um vídeo que fala sobre comida.

E-commerce para celulares

Como observamos em pesquisas e dados apresentados, o número de compras nos e-commerces, feitos através do mobile tem aumentado. Se seu e-commerce não é responsivo, ou seja, compatível e adaptável a qualquer tela de dispositivo, está na hora de fazê-lo.

As pessoas estão cada vez mais expostas aos celulares do que ao desktop, principalmente as classes mais baixas cujo único acesso à internet é via mobile.

Realidade aumentada para visualização do produto

A Apple introduziu um kit de Realidade Aumentada para seu novo sistema operacional. O Google lançou o Core para Realidade Aumentada para os Androids.

Com grandes tecnologias ao alcance das mãos, é uma oportunidade que teremos de investir nos próximos anos. Visualização de roupas  acessórios que combinem com o cliente antes mesmo de ser comprado ou então como ficará um móvel em sua sala de estar.

Buscas de voz

De acordo com as novas Guidelines do Google, conteúdos para buscas de voz devem incluir mais conteúdo textual. Além de agora ser lei por conta da acessibilidade na web, as buscas por voz permitem que usuários deficientes possam ser integrados à lista de potenciais consumidores do seu e-commerce.

Fotografe e compre

Essa é uma nova tendência a surgir. Consumidores apontarão a câmera para um produto que desejam e tiram uma foto para encontrar aquele produto online.

Quantas vezes não nos pegamos procurando um produto na internet, mas falhando em encontrá-lo, pois não sabemos como o produto se chama, em qual tipo de loja que é vendido, suas especificações etc.

Imagine poder simplesmente tirar uma foto do produto desejado e a internet fará o trabalho por nós. Bom, não é uma realidade tão distante assim e que promete adicionar grandes usabilidades ao mercado.

Localize e personalize a experiência do consumidor

A localização é uma forma de personalização. Refere-se à alteração do conteúdo do seu site para uma propaganda mais contextual.

A personalização refere-se à campanhas personalizadas no e-commerce. Usar várias informações do usuário para personalizar seu site e entregar produtos relevantes.

As informações importantes podem incluir dados como histórico de pesquisa, histórico de compra, carrinhos abandonados, comportamento online e localização geográfica. Usando tais dados, é possível entregar a melhor experiência individual para cada consumidor. Todas as personalizações devem mirar na melhor experiência.

Melhorar a experiência do usuário é surpreendê-lo. Serviços excepcionais, fretes rápidos, sites fáceis de navegar e preço justo são pontos que aumentam a satisfação do consumidor para com seu e-commerce.

Antecipando as tendências futuras

O mundo e a tecnologia estão em constante mudança. É esperado que o e-commerce continue a crescer e novas tendências surgem para isso.

Você, como um e-commerce, precisa abraçar aquilo que melhor se encaixa em suas necessidades e valorizar os usuários, os futuros clientes do seu site. Quanto melhor a experiência, melhor as vendas.

Ficar atento às novidades que o mercado traz e ser capaz de julgar se aquilo vai ser uma moda passageira ou se tem potencial para ser uma forte tendência, pode ser a grande diferença na hora de contabilizar suas conversões.

 

Autor: Thiago Sarraf

 

Artigo publicado originalmente no site E-commerce Brasil.

 

 

e-Book: GESTÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

O processo de formação dos preços de venda é um dos processos mais importantes para que os lojistas, distribuidores, importadores e fabricantes possam cobrir os custos de fabricação e/ou aquisição das mercadorias e preservar seus lucros. Esse e-book tentará ajudar os lojistas, de forma simples e descomplicada, a fazer a formação dos preços de venda de seus produtos, levando em consideração o fato de que alguns produtos são diferentes de outros e inserindo custos particulares das operações Omnichannel na formação dos preços, tais como, custos para manutenção das plataformas de e-Commerce, custos com fretes, custos com pagamentos, cadastros e fotos, armazenagem, etc…

Baixar agora!